O pedagogo tem que saber se comunicar
10 de setembro

O pedagogo tem que saber se comunicar

Acessibilidade

“O pedagogo tem que saber se comunicar. Sendo um facilitador da aprendizagem de crianças, jovens e adultos, esse profissional não poderia estar fora deste contexto”. O ensinamento é da professora Belkyria Gulard Galvão, à frente da disciplina Língua Portuguesa do Curso de Pedagogia da Universidade UVA. Confira na entrevista abaixo outros importantes ensinamentos da professora.

UVA – Qual a importância da disciplina Língua Portuguesa para a formação de um pedagogo?
Belkyria Gulard – A vida pessoal, social e profissional, ou seja, todos os aspectos do cotidiano, têm relação com a comunicação. Portanto, a capacidade de se comunicar acompanha a evolução humana. E o pedagogo, sendo um facilitador da aprendizagem de crianças,jovens e adultos, não poderia estar fora deste contexto. A língua é um código desenvolvido com a intencionalidade de transmitir pensamentos e ideias através da comunicação e interação com todos os indivíduos.

UVA – Como os ensinamentos da disciplina podem ser úteis na formação de crianças e adolescentes?
Belkyria Gulard – O bom uso da língua faz com que as pessoas se destaquem. É necessário conhecer a língua materna, seja no seu registro padrão ou não padrão. Língua é uso e não simplesmente gramática. Ela modifica a forma como nos expressamos, como captamos o mundo. São as leituras do mundo, a cultura que por meio da linguagem, através da escrita , correlacionamos a base das relações humanas sociais. A língua portuguesa faz esse papel quando executada no cotidiano da leitura e escrita. O bom leitor torna-se-á um bom escritor pois saberá aplicar as ferramentas necessárias apreendidas ao longo de sua formação escolar como também terá acesso ás tecnologias sabendo utilizá-las a seu favor.

UVA – Quais os principais desafios que um pedagogo enfrenta no aprendizado da disciplina Língua Portuguesa?
Belkyria Gulard – O pedagogo enfrenta desafios ao longo de sua formação, mas é necessário perceber que ninguém aprende determinados assuntos ou atua em áreas específicas sem saber ler, escrever ,interpretar. Tudo está ligado diretamente ao nosso aprendizado. Portanto, o profissional- pedagogo necessita de conhecimentos não só em sua área e isso é obtido através dos estudos da Língua Portuguesa. Construir o senso crítico seria impossível se a sociedade não pudesse se comunicar, ler, escrever ou interpretar.
Os primeiros anos com certeza devem ser desafiadores para o pedagogo. É o momento de garantir a aprendizagem da escrita, considerada um código da transcrição da fala. Portanto , os processos de lfabetização sintéticos ou analíticos são de suma importância. O pedagogo precisa entender os processos normativos e descritivos da língua, assim como o conhecimento da linguística, das variantes linguísticas e dos tipos de gramáticas.

UVA – Na sua opinião, qual a importância do curso de Pedagogia para aqueles que querem ensinar?
Belkyria Gulard – É de fundamental importância o Curso de Pedagogia para aqueles que querem ensinar. Hoje em dia temos um novo panorama deste profissional que atravessou os muros da escola, que já não é apenas o professor de sala de aula. ‘ Nos dias atuais onde houver uma prática educativa, se instala uma ação pedagógica.’ A sociedade do conhecimento, a educação, formal e não formal, caminham paralelamente. Por isso, a educação é o principal instrumento contra a desigualdade social. Ao mesmo tempo em que forma professores, o Curso de Pedagogia prepara indivíduos capazes de compreender e colaborar para a qualidade da educação e envolvidos, comprometidos com a formação da ideia de transformação social.

UVA – Sua disciplina em poucas palavras? E como ela pode influenciar na formação educacional dos alunos?
Belkyria Gulard – Em minhas aulas o foco principal é a análise de textos e a produção, pois é neste momento da escrita que podemos trabalhar os conceitos puramente gramaticais e o porque do seu uso, que devem ser entendidos no contexto e não meramente decorados como regras. É preciso desenvolver habilidades leitoras e escritoras, práticas de comunicação oral, gêneros do discurso e atividades de análise e reflexão sobre a língua, as variantes linguísticas e as concepções de gramáticas. A proficiência do aluno requer não apenas a aprendizagem dos conteúdos gramaticais. mas também dos discursivos.